Ter mais produtividade no trabalho é um desafio para muitas pessoas. Principalmente porque lidar com as cobranças diárias exige equilíbrio e capacitação.

Muitos gestores acabam apostando em métodos pouco proveitosos. É o caso de chefes muito irredutíveis ou líderes que instituem metas inalcançáveis, por exemplo.

Ou seja, é preciso equilíbrio tanto da parte do colaborador quanto da parte do profissional em cargo de liderança.

O texto a seguir é um guia dividido em quatro partes:

  • Causas da perda de produtividade;
  • Importância do autocuidado;
  • Dicas para ser mais produtivo;
  • Benefícios da produtividade.

Ao fim da leitura, você terá todas as informações necessárias para dar uma nova cara à sua empresa em termos de produção e qualidade.

O que causa perda de produtividade

A diminuição da produtividade na empresa de conservação e limpeza não acontece de um dia para o outro.

A jornada de trabalho é sempre fluida e influenciada por fatores internos e externos. Continue lendo para entender.

Cobrança excessiva

A qualidade do relacionamento dos colaboradores com o gestor faz toda a diferença quando o assunto é produtividade.

Há líderes que ainda preferem uma abordagem vertical e inflexível. No entanto, a troca de ideias franca e transparente é uma tendência.

Se os funcionários responsáveis pela vistoria veicular são cobrados exageradamente e não têm a possibilidade de conversar de igual para igual com o líder, isso vai ter um reflexo negativo na atuação deles

Metas sem planejamento

Alcançar objetivos e metas é um dos focos do empreendedorismo. É assim que um negócio se mantém ativo e relevante no mercado.

Nesses tempos marcados pela competitividade extrema e pela rapidez, isso é ainda mais real.

No entanto, é preciso tomar cuidado para não impor metas impraticáveis sem planejamento. Se a equipe não tem condições materiais de alcançar o que está sendo proposto, os resultados não vão chegar.

Sobrecarga de funções

Não é raro encontrar equipes que precisam dar conta de uma série de funções diariamente. A redução do número de profissionais traz muitos desafios.

Um deles é a sobrecarga de responsabilidades. O médico que tem de responder por vários aspectos da ozonioterapia emagrece pode não conseguir entregar o melhor trabalho, por exemplo.

Horas extras

As horas extras não são totalmente negativas. Às vezes é necessário se dedicar um pouco mais para poder aproveitar o tempo livre no futuro e entregar demandas pontuais que precisam de atuação mais focada.

O problema vem quando a hora extra se torna constante na vida de muitos colaboradores. O cansaço aumenta e, junto com ele, vem a sensação frustrante do trabalho sem resultados, podendo acumular tarefas e reduzir sua qualidade.

Como se cuidar

Quando falamos sobre a influência de fatores internos na produtividade, nos referimos a relação do indivíduo com o corpo e a mente.

Isso passa por vários aspectos da vida de todos. A qualidade da alimentação, por exemplo, é determinante para uma boa produtividade.

Ter uma dieta equilibrada deixa a pessoa mais disposta para as atividades do dia a dia. Também é importante manter horários fixos para fazer todas as refeições, a fim de organizar a rotina.

A prática de exercícios físicos é outro ponto fundamental. Tanto para cuidar do corpo quanto para se distrair e descansar.

Sair para correr no fim da tarde pode ser uma ótima maneira de se desconectar de um dia estressante na produção de ecobag personalizada, por exemplo.

Caso o indivíduo esteja se sentindo excessivamente ansioso ou deprimido, não pode deixar de se consultar com um psicólogo e/ou um psiquiatra.

Não à toa, muitas empresas oferecem tratamento psicológico para o time de funcionários. Cuidados desse tipo vão além da produtividade no ambiente profissional. Eles melhoram profundamente a vida de todos.

Dicas para ser mais produtivo

Muitos fatores cotidianos podem tornar nosso dia produtivo: prioridades, prazos, ambiente de trabalho e até nossa saúde.

Mesmo assim, a chave para se tornar uma pessoa produtiva são os hábitos que praticamos todos os dias.

Conheça 6 dicas para ser mais produtivo e se destacar ainda mais no ambiente de trabalho.

1.   Saiba priorizar as tarefas

As tarefas que não são urgentes ​​devem ser colocadas em segundo plano. Avalie constantemente o que você faz, pensando na verdadeira importância disso.

Muitas vezes você descobrirá muitas atividades que, além de ocupar seu tempo, não o levam a lugar algum.

Retire ou adie estas tarefas da sua lista e rotina diária para se concentrar naquilo que realmente importa.

2.   Defina metas de curto e médio prazo

Metas lhe darão algo para se agarrar no dia a dia da fabricante de balança comercial.

Esta é a motivação que você precisa para melhorar a sua produtividade. Mais do que isso: é um desafio a ser superado.

As metas devem ser divididas em curto, médio e longo prazo para ajudar a manter o foco e tornar alcançáveis, para não criar frustrações.

3.   Entenda seus horários mais produtivos — e saiba explorá-los

Todos nós temos momentos do dia em que somos mais produtivos. Algumas pessoas produzem melhor pela manhã, outras à tarde e outras, ainda, à noite.

Identifique quais são seus períodos mais produtivos e planeje as tarefas mais difíceis de realizar a partir deles.

Então, no resto do dia, você pode se dedicar a atividades mais leves. Ou até mesmo descansar.

4.   Use ferramentas de produtividade e gestão de tempo

Existem ferramentas, softwares e hardwares que nos tornam mais produtivos e você deve usá-los.

O Google Now é um aplicativo que pode ser usado em smartphones, tablets e laptops e funciona como um assistente pessoal.

Com ele, você pode criar listas de tarefas, pesquisar na internet, enviar mensagens, ligar, fazer anotações e, muito mais, usando comandos de voz.

Em outras palavras, você não precisa parar o que está fazendo para realizar essas tarefas. Basta dizer o comando e o aplicativo fará o trabalho para você.

O Google Now é apenas um exemplo. Por isso, faça uma pesquisa na internet e descobrirá uma infinidade de recursos, gratuitos ou não, que podem se tornar aliados da sua produtividade.

5.   Delegue tarefas quando possível

Certas tarefas podem ser feitas por outra pessoa além de você. O marketing de uma consultoria empresarial deve ficar a cargo de um profissional, por exemplo.

Avalie o trabalho que você está fazendo para ver se certas atividades podem ser transferidas para alguém que tenha tempo e/ou habilidade para fazê-las.  Aproveite ao máximo o tempo que tem para delegar essas tarefas.

Se você está pagando alguém para fazer o trabalho, pode usar a internet para contratar um profissional freelancer sem nenhum vínculo.

Devido à concorrência, é possível encontrar profissionais preparados para realizar trabalhos de excelente qualidade a preços muito atrativos.

6.   Ofereça recompensas a si mesmo

Determinar recompensas depois de alcançar uma meta é muito positivo. É um jeito de trazer mais dinamismo para a rotina.

Também ajuda a valorizar mais o seu esforço. Vamos supor que você passou o dia todo na produtora de linha de transmissão e bateu uma meta importante.

Vá ao cinema no fim do expediente como forma de se recompensar. Você relaxa e descansa o corpo e a mente para o dia seguinte e desfrutar das conquistas de forma adequada, sendo importante para se desenvolver e manter engajado, o que impacta na produtividade de forma direta.

Benefícios de ser produtivo

A produtividade no trabalho é necessária para que as empresas atinjam seus objetivos. Mas também beneficia os colaboradores a nível individual, pois eles se sentem mais satisfeitos.

Para as empresas, aumentar a produtividade significa ser mais competitivo no mercado atual, que exige entrega rápida para atender a demanda do consumidor. A era digital impõe agilidade nos processos.

Assim, quando uma empresa aumenta a produtividade de sua equipe, ela pode obter mais resultados em menos tempo.

Uma equipe de marketing mais eficaz tende a atrair mais clientes para o negócio. Uma equipe que realiza serviços de tratamento de água altamente produtiva tende a fechar mais negócios. Como resultado, a produtividade leva a mais lucros.

Além disso, a produtividade também gera economia de custos. Mas isso não vem do corte de verbas ou da demissão de funcionários, e sim do aumento da eficiência do trabalho.

Por exemplo, um gerente pode investir no treinamento da equipe de vendas para evitar perder tempo com leads que não fecharam um negócio. Então, eles podem se concentrar nos leads com maior probabilidade de fechar o negócio sem adicionar custos à empresa.

Para os colaboradores, o aumento da produtividade no trabalho pode significar satisfação. Quando as pessoas se sentem produtivas, percebem que contribuem para o coletivo e ficam mais motivadas para as atividades do dia a dia.

Se uma empresa analisa as métricas de produtividade individuais, ela poderá criar políticas que reconheçam os funcionários mais produtivos ou desenvolver campanhas para motivar os colaboradores e entender os gargalos. Com isso, eles ganham ainda mais satisfação e motivação profissionais, desenvolvendo os profissionais e o próprio negócio.