english language
portuguese language

Elas podem acontecer de várias formas, veja quais são e quais as medidas a tomar para evitar cair em um golpe

Comprar um apartamento no Rebouças ou qualquer outro bairro de Curitiba tem se tornado cada dia mais fácil, e não apenas pelas facilidades de financiamento, mas pela comodidade que a tecnologia trouxe às negociações. Por outro lado, nunca foi tão importante estar atento para não cair em uma fraude Imobiliária, cada vez mais corriqueiras e diversificadas.

A venda de casas ou apartamentos para investimento tem que ser feita com muita seriedade e atenção. Opte por lugares confiáveis como de construtoras da FG Empreendimentos ou Embraed Empreendimentos.

Elas podem acontecer de diversas maneiras e em diversos momentos. Podendo ser com o imóvel pronto ou ainda em fase de evolução de obra, com os materiais de construção sendo instaurados e preparados para erguer o imóvel. E pode ocorrer desde a venda de imóveis que não existem ao ato de levar ao engano de quem está comprando, no caso de pendências da propriedade ou cláusulas contratuais indevidas. Sendo assim, toda prática que tem o intuito de garantir vantagem de uma pessoa ou empresa em cima de outra no momento da compra e venda de imóveis é considerada uma fraude imobiliária.

Repassar a quem está comprando responsabilidades que eram do antigo dono, vender um imóvel não quitado, que não existe ou não cumprir as exigências legais na hora da negociação, são exemplos de negócios fraudulento, que podem ser feitos por qualquer pessoa de má fé. E para que você não caia em nenhum golpe ao realizar o sonho da casa própria, preparamos algumas dicas de como evitar ser enganado. Acompanhe:

  1. Busque informações sobre o atual dono do imóvel: antes de fechar qualquer negócio, busque saber o máximo de informações possíveis sobre o atual do imóvel e apenas prossiga com a negociação se sentir confiança sobre o caráter pessoal do vendedor.
  2. Desconfie: já ouviu aquele ditado que diz: ‘é melhor pecar pelo excesso’, então desconfie de tudo. Se o valor de venda estiver abaixo do que está sendo praticado no mercado, por exemplo, procure saber o porquê disso. Ou, se a pessoa com quem estiver em contato não for a que consta como proprietária do imóvel, também se informe sobre o parentesco ou o porquê de o dono não fazer as negociações. Lembre-se: quanto mais desconfiança você tiver, mais suas dúvidas serão sanadas é menor é a chance de ser enganado.
  3. Cheque a documentação do imóvel: com a ajuda de um advogado imobiliário, verifique se a situação documental do imóvel está ok. Se não há nenhuma dívida de financiamento, dívidas com IPTU, penhoras ou situações de inventários, por exemplo. Nesses casos, até dívidas de condomínio devem ser levadas em consideração. Fique atento!
  4. Verifique a veracidade de anúncios on-line: hoje em dia existem muitos enganadores na internet. Com isso, é comum circularem muitos anúncios falsos, inclusive de imóveis. Então, ao entrar em contato com alguém por meio de um anúncio desse, redobre a atenção e não faça nenhum tipo de depósito, transferência bancária ou repasse dados pessoais antes de visitar a propriedade e avaliar toda a documentação.
  5. Fique atento ao contrato: depois de escolher o imóvel e verificar a veracidade do proprietário, bem como da documentação, esteja atento ao contrato de compra e venda. Algumas informações importantes devem constar nele e, de maneira correta, por isso é importante que você tenha alguma assessoria jurídica para lidar com isso, haja vista que trata-se de um assunto que a maioria das pessoas não possui conhecimento aprofundado. Apenas assim você estará completamente seguro!

Agora que você já sabe o que deve fazer para evitar cair num golpe, vá em frente na direção do seu sonho e se realize com a compra da casa própria.

Essas informações foram úteis para você? Então, compartilhe com um amigo, pode ser útil para ele também! .


Esse é o seu portal sobre negócios e Empreendedorismo. Saiba mais sobre convênios