english language
portuguese language

Optar por um plano odontológico pode trazer uma série de benefícios para a sua vida, mas a escolha de qual convênio contratar nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, separamos 7 dicas para escolher um convênio odontológico que se adeque às suas necessidades e que ajude você a realizar uma contratação mais assertiva.

Por que escolher um plano?

Para começar, é preciso explicar o por que é importante assinar um convenio odontologico.

Assim como um plano de saúde, um convênio dental possui inúmeras vantagens, principalmente em relação a atendimentos públicos ou consultas avulsas em consultórios particulares, tais como:

  • Rápido atendimento;
  • Profissionais de qualidade;
  • Maiores tecnologias;
  • Melhor custo-benefício.

O custo-benefício, por exemplo, é uma das vantagens mais interessantes de se contratar um plano, como um convenio odontologico empresarial.

Isso porque, muitas vezes, as consultas individuais costumam ter custos mais elevados e que devem ser feitos a cada tratamento realizado.

Além disso, no caso do plano empresarial, é possível ter acesso aos benefícios do convênio com os valores ainda mais reduzidos, visto que a empresa pode realizar a contratação no formato de co-participação. Ou seja, o colaborador paga uma parte da mensalidade enquanto o empreendimento cobre o restante do valor.

Assim, com um plano você pode realizar atendimento sempre que necessário, mediante o pagamento da mensalidade.

Sem perder mais tempo, confira 7 dicas para escolher um convênio odontológico que se adeque às suas necessidades.

1.  Cobertura do plano

O primeiro ponto, e que talvez seja um dos mais importantes, é verificar qual a cobertura dos planos que podem ser escolhidos.

Se a pessoa está procurando, por exemplo, por um odonto empresarial mais completo, é preciso avaliar um plano que ofereça uma cobertura de tratamentos e procedimentos mais ampla, inclusive para tratamentos estéticos, o que pode demandar um maior investimento,

Por isso, avalie as suas reais necessidades. Se você precisa tratar algum problema específico e que precisa de acompanhamento a longo prazo, busque um plano que realize esse tratamento e dê o suporte necessário.

Cabe ainda ressaltar que existem mais de 80 procedimentos que são obrigatórios em todos os convênios odontológicos, mas nem sempre aquele que você mais precisa está incluso no pacote. Dessa forma, essa é uma etapa fundamental na tomada de decisão.

2.  Custos

Obviamente, os custos do convênio também são um fator determinante para a tomada de decisão.

Assim, é importante escolher um convênio, como um plano dental coletivo empresarial dentro dos pacotes oferecidos, que seja adequado para as suas condições financeiras e se enquadre no planejamento orçamentário.

Dessa forma, avalie as melhores opções e compare os preços, pondo esse fator como um dos pontos decisivos da escolha de qual convênio você contratará.

Para isso, é preciso considerar que tais planos devem atender a esses dois pontos mencionados: cobrir os tratamentos necessários e estar de acordo com o orçamento disponível. Por isso, uma boa pesquisa e planejamento podem ser necessários.

3.  Localização

Não adianta fechar um convênio odontológico e as clínicas que aceitam esse convênio estarem a quilômetros de distância da sua residência, principalmente porque os atendimentos emergenciais podem ser necessários.

Por isso, é fundamental verificar quais são os planos que são aceitos em clínicas ou consultórios da sua cidade e qual a abrangência de localidade, como opções nacionais.

Imagine que você precisa de uma intervenção odontológica de emergência, mas a clínica mais próxima que aceita o seu convênio está em outra cidade que não a sua? Bastante incômodo, não?

Por isso, essa é uma dica crucial ao avaliar os planos disponíveis, afinal, essa é uma situação que pode ser evitada ao consultar com os atendentes quais as opções de atendimento quando for tomar a decisão de qual plano irá escolher.

4.  Dependentes

Muitos planos oferecem a opção de fechar acordos para que também preste assistência para o seus dependentes, ou seja, os filhos e cônjuges, por exemplo.

Essa é uma ideia muito interessante, pois é possível fechar um plano para toda família, pagando um custo bem mais baixo do que se precisasse contratar um convênio para cada um, oferecendo mais tranquilidade, saúde e bem-estar para todos.

Por isso, independentemente de ser um plano dental para MEI, empresarial ou individual, é preciso avaliar a disponibilidade de inclusão de dependentes e quais os processos necessários para fazer isso.

5.  Prazo de carência

Os prazos de carência também são um ponto importante a se levar em consideração na hora de contratar um plano odontológico.

Isso porque esse prazo diz respeito ao tempo que deve ser aguardado antes de realizar uma consulta ou tratamento que seja coberto pelo plano.

Assim, quando for decidir qual plano escolher, pergunte sobre os prazos de carência para diversos tratamentos.

Geralmente, os convênios possuem prazos de carência justamente para que as pessoas não contratem o plano e cancelem logo após uma consulta.

Por isso, é importante entender quais são esses prazos, compreender quando você poderá ter tratamentos que esteja precisando e quais devem ser cobertos independentemente do prazo de contratação.

Por exemplo, procedimentos de emergência geralmente não estão inclusos nos períodos de carência, já que imprevistos podem ocorrer em qualquer momento e muitas vezes demandam atendimento imediato.

6.  Veja as recomendações

A qualidade do atendimento e das consultas também são muito importantes ao escolher a rede coberta em um convênio, inclusive o próprio plano.

Por esse motivo, veja se as suas opções de convênios são bem recomendados pelas pessoas e qual a avaliação das redes cobertas.

Assim é possível entender se o atendimento é qualificado e se estará pronto para te receber da melhor maneira possível.

7.  Tipos de pacotes

Por fim, um ponto importante nessa tomada de decisão é o tipo de pacote que você quer fechar com a empresa.

Muitas vezes, a cobertura de um convênio pode ser muito abrangente, mas os pacotes podem definir quais são os benefícios que você terá. Certamente, um pacote simples tem menos benefícios que um  premium, por exemplo.

Dessa forma, verifique qual pacote é melhor para você, qual se encaixa melhor a sua condição financeira e suas necessidades, decidindo assim se vale a pena fechar com essa empresa ou não.

Ao avaliar esses 7 pontos, considerando as necessidades, desejos e valores existentes, é possível contratar um plano de qualidade que manterá a saúde de toda família ou mesmo de colaboradores de uma empresa de forma ampliada.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.


Esse é o seu portal sobre negócios e Empreendedorismo. Saiba mais sobre convênios