A liderança nos negócios tem um papel muito importante, sendo um agente de mudanças positivas que contribuem para o crescimento. Para uma boa relação e boa produtividade com as equipes de trabalho, existem alguns princípios que todo líder deve seguir e assim promover a harmonia na empresa.

No entanto, para além das práticas e competências, o assunto de gestão de pessoas pode causar algumas dúvidas em relação a conceitos, como é o caso de cargos/nomenclaturas de chefe e líder, que muitas vezes são usados como sinônimos.

Com as constantes mudanças e evoluções do mercado, as empresas estão percebendo que algumas práticas de gestão e perfis de profissionais apresentam melhores resultados na tratativa diária.

Por conta disso, buscam cada vez mais profissionais com habilidades que ajudem a motivar e desenvolver a equipe. É exatamente nesse sentido que as diferenças entre chefe e líder podem influenciar diretamente a parte de estratégias das empresas. 

Isto posto, conhecer os conceitos de chefe e líder, entender as distinções de cada cargo e a relevância deles nas empresas – bem como quais comportamentos se espera de um líder – permite organizar da melhor forma as demandas diárias e promover o desenvolvimento das equipes e dos setores relacionados, como produtora cinematográfica, por exemplo. 

O que é um líder?

O líder tem um papel muito importante nos negócios, visando direcionar os colaboradores e identificar estratégias necessárias para alcançar os objetivos do negócio. 

Ou seja, ele consegue identificar aptidões e colabora para o desenvolvimento de habilidades nos liderados, conseguindo gerenciar ambas as frentes: pessoas e processos.

O profissional pode motivar a equipe, inspirando-os, passando confiança, fornecendo feedbacks e elucidações a respeito das atividades e tarefas no trabalho.

Os líderes possuem grande importância nas empresas, sendo como espelhos para as equipes que os enxergam não apenas como uma pessoa que delega tarefas, mas que ajuda a controlar o fluxo das atividades, mantendo o trabalho organizado.

Um bom líder é aquele que se preocupa em incluir os colaboradores nas tomadas de decisões, estimular a criatividade e manter um bom relacionamento entre os membros de sua equipe e demais colaboradores da organização.

Por conta disso, de um modo geral, um líder admirado pelos funcionários possui as seguintes características:

  • Habilidade de unir as pessoas;
  • Reconhece os seus erros e busca retificá-los;
  • Possui pensamento estratégico;
  • Sabe se comunicar bem;
  • Pensa sempre no melhor para a sua equipe;
  • Disciplina e capacidade de adaptação;
  • Compartilha seus conhecimentos com facilidade;
  • Conquista o respeito da sua equipe;
  • Tem paixão e visão;
  • Excelente poder pessoal.

 

Estas são algumas das diversas características que um bom líder pode ter e que são fundamentais para ajudar a empresa a se desenvolver, seja ela uma fabricante de placas ACM Curitiba ou mesmo um grupo de comunicação com atuação nacional.

O que é um chefe?

O chefe é uma figura que já teve muita força no ambiente de trabalho e atualmente vem dando espaço ao líder. Basicamente, sua imagem é entendida como um profissional que se preocupa mais em dar ordem e cobrar resultados do que realmente se relacionar e direcionar os demais colaboradores.

Um chefe, diferente do líder, não costuma aceitar ou reconhecer seus erros e exige muito da sua equipe, querendo que os colaboradores entreguem os melhores resultados sem dar muito espaço para que os funcionários contribuam em sua atuação.

Os profissionais em cargo de chefia enxergam em sua autonomia o poder necessário para cuidar de tudo que envolve o fluxo de trabalho da empresa.
O poder e autoridade do chefe pode gerar intimidações nos colaboradores, algo que pode ocasionar a falta de diálogo.

Neste caso, a equipe chefiada apenas obedece às ordens, considerando o fato de que o chefe não se preocupa tanto com o bem-estar dos funcionários. Com isso, algumas das características do chefe são:

  • Comanda a equipe por cobranças;
  • Sempre autoritário;
  • Impõe certa distância do time;
  • Foco somente nas tarefas;
  • Tem dificuldades em criar estratégias.

Estas e outras características dos chefes podem gerar grandes desafios no relacionamento entre eles e as equipes, se refletindo nos resultados da empresa.

Por isso, é importante que também haja uma cultura voltada para o desenvolvimento de líderes, trabalhando em competências necessárias para compreender e auxiliar outros profissionais, bem como para desmistificar os padrões vistos como necessários para as chefias.

Consequentemente, a empresa passa a ter melhores resultados.

Como desenvolver uma boa liderança? 

Os dois títulos (líder e chefe) consistem em atuar no gerenciamento de pessoas, ou seja, posições de poder dentro da organização, visando melhorar fluxos, processos e resultados. Contudo, têm diferenças justamente na maneira de comandar as situações e o foco das ações, visto que o líder é mais centrado em pessoas e o chefe em números, seja em uma clínica de urologista especialista em infertilidade ou em um escritório de advocacia.

Com isso, o chefe costuma ser uma figura temida na empresa, ou seja, os colaboradores não se sentem muito à vontade para conversar com ele, já que ele prioriza os resultados. Além disso, alguns chefes não participam da rotina de trabalho da empresa, o que contribui ainda mais para o afastamento dos colaboradores.

Já um bom líder estimula os profissionais a darem sempre o seu melhor, focando no bem-estar e qualidade de vida das pessoas e em encontrar as soluções para as situações, sem que isso comprometa – e na verdade até estimulando – melhores resultados. Assim, uma equipe de funcionários satisfeitos gera impactos positivos, por exemplo, na produção de sistema de eclusas e de diversos outros produtos.

A satisfação é nítida quando há líderes que realmente se preocupam com as pessoas e focam em um diálogo saudável, estimulando insights e a participação em processos de otimização.

Assim, para desenvolver esse perfil, é necessário saber como lidar com pessoas e desenvolver características como empatia, resolução de problemas e conflitos, bem como ter trato para cobranças e saber motivar.

Características que um bom líder deve priorizar para o sucesso da empresa

Os líderes podem apresentar atitudes e características peculiares, e é esse conjunto de atitudes que possibilita assumir um cargo desse nível. Ao reunir as características, ou ao desenvolvê-las, é possível compor um perfil de princípios positivos e que agregam bons resultados, performance na gestão e mais produtividade no trabalho. As principais características são:

1. Busca do equilíbrio emocional

Liderar uma equipe exige saber administrar as emoções com sabedoria e muita maturidade. Um princípio básico é não deixar se abalar com os desafios e pressões do dia a dia. Muito pelo contrário, o líder deve direcionar os esforços visando a resolução dos problemas e eliminação dos conflitos, algo que proporciona um ambiente de trabalho mais saudável.

2. Desenvolvimento do autoconhecimento

O autoconhecimento é um fator fundamental para o desenvolvimento e formação de um bom líder. Ao entender as suas limitações, fraquezas, preferências, motivações, expectativas, prioridades e valores, os profissionais podem desenvolver habilidades primordiais e trabalhar outras característica para uma boa liderança, como:

  • Autoconfiança;
  • Empatia;
  • Humildade;
  • Resiliência;
  • Espírito em equipe.

Para isso, o mentoring e o coaching de carreira são recursos muito interessantes e que ajudam no processo de autoconhecimento. 

3. Liderar com coerência

Uma gestão pautada na coerência é algo importante em qualquer segmento. Deste modo, o líder precisa manter as ações, discursos e discussões alinhados, além de seguir as políticas internas e atuar com imparcialidade, ética e honestidade, promovendo fluxos e uma comunicação mais transparente para todos, principalmente ao lidar com informações mais delicadas.

Assim, se os profissionais tratam de dados privados de clientes ou operações voltadas à previsão orçamentária condominial, por exemplo, é importante que haja um alinhamento dos custos, mas que os dados em si sejam mantidos em sigilo.

Mais ainda, o líder deve reforçar esse aspecto com os colaboradores e praticar esse cuidado com as informações. Ou seja, mais do que pregar a manutenção do sigilo, ele não deve comentar sobre o orçamento de cada cliente.

4. Ser um bom comunicador

Uma comunicação interna de qualidade interfere positivamente na produtividade e na motivação dos colaboradores.

Sendo assim, um bom líder deve saber se comunicar bem e estar disposto a compartilhar informações com a equipe e definir metas adequadas para o desenvolvimento dos profissionais (conforme desempenho e evolução) e do negócio.

5. Identificar as necessidades

Um bom líder sabe identificar as necessidades da equipe, tanto no quesito de suprir demandas, quanto das condições de trabalho, tecnologia, qualificação, rotinas e processos.

Ou seja, ele precisa identificar profissionais que apresentam qualificações para assumir novos cargos e desafios, criando oportunidades para eles e delegando novas tarefas.

Mais ainda, os líderes devem entender novas necessidades e demandas processuais, como uma nova ferramenta ou mesmo a aplicação de gerador de energia 220V silencioso para que os profissionais deem continuidade às atividades mesmo em situações adversas.

Sendo assim, o profissional se preocupa em criar possibilidades para um excelente desempenho, estimulando os colaboradores e obtendo bons resultados.

6. Utiliza o feedback como ferramenta de gestão

Um líder que pensa sempre no melhor para a sua equipe e empresa utiliza feedbacks para o amadurecimento dos liderados. Com conversas francas e estruturadas, o líder pode corrigir falhas que acontecem durante a produtividade, elogiar as ações positivas dos funcionários e destacar as tarefas que precisam ser aprimoradas.

Os colaboradores que atuam no segmento de venda de veículos, por exemplo, podem receber orientações do líder para informar os clientes sobre como comprar carro sem entrada com mais facilidade, indicando opções que são mais atrativas para esses clientes, otimizando o resultado da equipe.

O feedback ajuda na aproximação da equipe com o líder e permite construir uma relação de confiança.

7. Ter interesse por novos aprendizados

Um aprendizado constante é muito importante na carreira de um líder experiente ou que está iniciando na liderança.

Os investimentos em conhecimento ao longo do tempo, seja atualização, especialização ou aprimoramento de parte técnica com novas ferramentas, devem ser constantes para ter novos conhecimentos, desenvolver competências e trazer mais repertórios para insights e relacionamentos.

O aperfeiçoamento das próprias competências comportamentais são formas de conseguir ao longo do tempo criar bons relacionamentos que ajudam no sucesso da empresa.

8. Versatilidade

O bom líder consegue lidar com mudanças, entender os momentos de altos e baixos e busca oportunidades que proporcionem oportunidades para aprimorar o negócio e as equipes.

Para isso, é crucial que ele desenvolva a visão necessária para que um negócio possa crescer e oferecer versatilidade e competitividade, inovando independentemente do segmento, de modo que ainda ofereça qualidade e até um bom preço metro quadrado laje pronta, por exemplo.

A versatilidade e a visão ampliada são competências muito positivas para os líderes, já que possibilita identificar tendências e oportunidades com mais facilidade, além de motivar os colaboradores para analisar as atividades da empresa como um todo e assim contribuir positivamente para assuntos essenciais no dia a dia da companhia e serem mais criativos.

9. Poder de decisão

Este é um ponto fundamental de um bom líder. As demandas que precisam ser resolvidas, questões de produtividade e outros assuntos precisam de boas decisões e um olhar atento e cuidadoso para auxiliar na trajetória e decisão dos liderados.

Quando a pessoa entende o poder de boas decisões e o peso que estas têm, os bons resultados acontecem naturalmente com o tempo, ou seja, o líder vai otimizando o seu pensamento e ideias para chegar a ganhos positivos. 

Considerações finais

Deste modo, entender as diferenças entre um líder e o chefe e algumas das características/princípios que os líderes devem ter são formas da empresa crescer, ter mais sucesso no mercado e excelentes resultados. Mais ainda, ter o conhecimento sobre essas características permite que o profissional desenvolva skills para se aperfeiçoar e se destacar cada vez mais nessa posição, proporcionando o crescimento dos demais profissionais de sua equipe.